Primeiros passos

O primeiro passo não é aquele que você dá ainda quando criança aprendendo a andar. Andar é um instinto natural e você fará isso ao longo da vida, a menos que tenha alguma deficiência que o impeça.

Aqui falo do primeiro passo que se dá de encontro a você mesmo. Já parou para se perguntar quem é você?

Os outros podem te definir por diversas palavras, algumas boas outras nem tanto, mas o que te define realmente cabe somente a você descrever e descobrir. Muitas vezes passamos anos tentando agradar os outros, pais, mães, parentes, namorados, namoradas e até amigos e no final de um ciclo paramos e nos perguntamos: quem somos nós?

Não importa todo  o bem ou mal que disseminou pela Terra, ou todas as pessoas que ajudou, mas sim como se sentiu fazendo isso, como sentiu a resposta do Universo ao seu redor ao fazer algo que vinha direto de seu coração e não de sua cabeça cheia de conceitos morais e de solidariedade. Aliás você já sentiu o Universo ao seu redor? Olhou uma noite estrelada e sentiu que faz parte de algo ainda maior que você mesmo? Cheirou uma flor? Saboreou um bom prato?

A caminhada que se segue aos primeiro passo é eterna e cheia de descobertas incríveis, pois é nesse caminho que se descobre o controle da própria vida, e só e somente com esse controle é possível realmente usar a solidariedade real que brota do coração: o amor. Não importa se prefere ajudar um animal, uma criança carente ou simplesmente reciclar materiais para ajudar o planeta, essa é a intenção, ajudar. Mas nunca com a ideia de ter algo em troca, mas com certeza terá da mesma forma, e para cada ato um retorno diferente, de forma diferente que talvez não sinta e pense apenas que não aconteceu. Pode ter certeza que retorna das formas mais inesperadas o possível e inimagináveis!

A força maior que rege nosso Universo trabalha sempre dentro das leis mais básicas, como a natureza. Mas mesmo com padrões tão intrincados que a natureza cria, como um favo de mel, nela existe a simplicidade que leva a genialidade.

A lei do retorno ocorre para todos, para o bem e para o mal, mas aqui na Terra e não em outros planos, lá temos outras histórias para percorrer e viver e assim como temos que transformar os que já se foram em lembranças, o mesmo se dá com tudo que vivemos aqui, serão lembranças e a única coisa que sobreviverá será o seu ‘Eu”, esse que você vai ter que procurar talvez pela vida toda, sem descanso, sem afobação e sem ilusões.

Cada passo dado em um dia será um grande aprendizado e sempre haverá um tempo de descanso para que possamos avaliar todo o caminho percorrido, para podermos continuar sempre em frente, em busca de mais e mais sobre quem somos, para podermos ser cada vez melhor. A cada passo que der a lei do retorno lhe garantirá que tenha uma resposta a cada uma de suas dúvidas, mas para isso terá que se mexer e não ficar parado se martirizando, tentando arrastar outros com você, quando outros estiverem prontos eles te seguirão e todos poderão dar as mãos e seguir no mesmo destino. Mas cuide sempre de você, que é a forma primordial de tudo que existe, do divino.

Mas o primeiro passo é o mais importante e acho que está em achar o que realmente acredita, não importa se prefere ir a uma igreja ou templo, ou simplesmente sentar e apreciar uma árvore balançando com suas folhas farfalhando ao vento. Suas crenças revelam mais de você do que pode imaginar e crer com certeza é o passo inicial que todos buscam na ornada de descoberta de si mesmo.

Então acredite e comece a caminhar.

Deixe uma resposta

Scroll to top
%d blogueiros gostam disto: